Pular para o conteúdo principal

Postagens

Relembre as vindas de Björk ao Brasil

As apresentações mais recentes de Björk no Brasil aconteceram há mais de 10 anos, entre 26 e 31 de Outubro de 2007. Relembre essas e outras passagens da islandesa, que já disse ter vivido momentos mágicos em nosso país.
Mas antes de tudo, uma curiosidade: Björk já foi capa da famosa/extinta revista brasileira Bizz, edição de Dezembro de 1989, o que comprova a divulgação do trabalho da artista no Brasil antes mesmo do grande sucesso e reconhecimento em carreira solo.
1996 - Post Tour:
SETLIST:  Army of Me One Day The Modern Things Venus as a Boy You've Been Flirting Again Isobel Possibly Maybe I Go Humble Big Time Sensuality Hyperballad Human Behaviour The Anchor Song I Miss You Crying Violently Happy It's Oh So Quiet.
Em outubro de 1996, Björk vinha pela primeira vez ao Brasil com shows marcados em São Paulo (12/10/96) e no Rio de Janeiro (13/10/96), como parte do Free Jazz Festival.



Em entrevista à Folha de São Paulo, Björk se disse ansiosa pelas apresentações:
"Vai ser m…
Postagens recentes

Kórsafn: Björk compõe trilha sonora para hotel

Björk anunciou a realização de um novo projeto: Kórsafn (Arquivos de Coral). Em parceria com a Microsoft e o hotel Sister City, de Nova York, a artista abriu seus arquivos para mostrar alguns dos arranjos de corais que criou ao longo da carreira. 
Música ambiente - Funciona da seguinte forma: As pessoas que entrarem no hotel, ouvirão trechos de várias dessas composições da cantora. Algumas delas são gravações do Hamrahlid Choir, um aclamado coral islandês de 50 pessoas, que é considerado um tesouro nacional e no passado já teve a própria Björk como integrante. Aliás, eles saíram em turnê com ela em 2019, em Cornucopia.

A tecnologia usada permitirá que novas combinações sejam criadas todos os dias. Em constante evolução, a captação será alimentada também por uma câmera na torre do Sister City, na intenção de identificar os sons de tudo aquilo que estiver acima do hotel, em cada estação do ano e em eventos climáticos, com uma riqueza muito grande de detalhes. Por exemplo: Reagindo a cada…

A importância do som do novo show para Björk

O jornalista Daniel Gumble do site PSN Europe, conversou com o engenheiro de som John Gale, Chris Jones, o diretor da Southby Productions; e Steve Jones da D & B Audiotechnik. Eles fazem parte do time de colaboradores do espetáculo Cornucopia. Confira a tradução completa: 
No último dia 19 de novembro, enquanto o canto dos pássaros voava e flutuava por toda a O2 Arena, em Londres, tive a sensação de que o público examinava cada parte do ambiente do show antes mesmo de começar, como se esperassem avistá-los voando no céu. Quando subiu ao palco, Björk transformou a arena, que muitas vezes é um lugar cinzento, em um espaço vivo. Todo o aspecto visual e musical é de tirar o fôlego! Com o sistema de áudio, a experiência de cada um na plateia é verdadeiramente imersiva. Por isso, não é de se surpreender que Cornucopia continue evoluindo até hoje, com ajustes e anotações sendo deixadas pela própria cantora para a equipe de produção. Tudo isso quase que diariamente. 
No início deste ano,…

As roupas do show Cornucopia

Quem já assistiu a Björk se apresentando ao vivo, pôde perceber que vê-la no palco é algo parecido com uma experiência espiritual. Desde o instante em que põe os pés ali até o momento do adeus, a artista visionária islandesa atrai sua multidão, que em silêncio a reverencia. Enquanto acompanha o mundo fantástico criado pela cantora, o público é levado a uma jornada pelas profundezas do nosso imaginário. 
A estilista Edda Gudmundsdottir também conversou com a Dazed sobre Cornucopia. Ela falou como a estética de Olivier Rousteing, diretor da Balmain, foi o elemento perfeito para dar vida aos personagens do show. Cada um desses looks foi meticulosamente planejado e personalizado. Várias partes dessas peças foram aprimoradas e exageradas, como se os que as vestem tivessem evoluído e se adaptado ao novo ambiente: “Foi tão interessante de se fazer, mas minhas favoritas são as roupas mais redondas, esculturais e parecidas com pérolas”, explicou o próprio Rousteing no dia anterior ao show em

Folha de São Paulo publica relato sobre Cornucopia

A Folha de São Paulo publicou uma matéria sobre o show Cornucopia. A convite da equipe da exposição Björk Digital, o jornalista brasileiro Rodrigo Pinto viajou até Glasgow, na Escócia, para assistir ao espetáculo. Ele também conversou com James Merry nos bastidores do show. Confira os principais trechos do relato.
-- Aos seis anos de idade, Björk passou a caminhar, todo dia, 40 minutos até a escola. Sua família vivia numa casa de quarto e sala, num morro perto da capital da Islândia, Reykjavik. “Ouvíamos música o tempo todo, bem alto. Às vezes, chovia e entrava água no quarto. Meu irmão e eu botávamos um disco de vinil e, com baldes nas mãos, encarávamos tudo como uma aventura”, diz a multiartista.
Foi a caminho da escola que ela passou a criar melodias que até hoje ecoam em sua cabeça e formam o fantástico universo musical de Cornucopia, considerada por Björk sua mais elaborada turnê. 
Ela é do tipo de artista que instiga seu público e se mostra antítese da era Trump —ou Bolsonaro— …

A metamorfose do rosto e da personalidade de Björk por Tobias Gremmler

Nos bastidores da turnê Cornucopia na Europa, o artista visual Tobias Gremmler conversou com a Dazed e falou sobre a nossa percepção de beleza e a relação disso com a natureza, uma das fontes de inspiração desse espetáculo. 
Gremmler iniciou sua carreira como artista e designer de mídia no início dos anos 90. Desde então, ele tem testemunhado e tem sido uma parte essencial do caminho que fez com que a tecnologia superasse nossa capacidade de criar além das restrições físicas, trabalhando em teatro, música, produção digital, cinema e muitas outras áreas. Para Björk, ele criou videoclipes para duas faixas do álbum Utopia (2017), Tabula Rasa e Losss, que projetam a profunda conexão dela com a natureza. Além disso, assina os visuais de Arisen My Senses, Body Memory e Future Forever em Cornucopia.



Em Tabula Rasa, Gremmler transformou Björk em um organismo natural flutuante com pétalas no lugar de seus membros, enquanto ela flutua harmoniosamente entre diferentes formas. A referência també…

James Merry comemora uma década de projetos com Björk

"Cornucopia chegou a uma escala de espetáculo que nunca fizemos antes. Existem diferentes camadas, telas em movimento, a coreografia e novos visuais acontecendo. É um empreendimento enorme e estou realmente orgulhoso do resultado. Por razões ambientais, estamos viajando principalmente de trem, mas é muito melhor. Eu tenho uma fobia séria para voar de avião, é algo que acaba comigo!", explica James Merry, colaborador de Björk, em nova entrevista para a Dazed.
Apesar de se descrever como uma criança criativa, Merry diz que se tornou um artista de verdade somente depois de conhecer Björk. O trabalho deles juntos já dura uma década! Hoje, James vive na Islândia a poucos metros da casa da cantora. Ele descreve suas primeiras máscaras, inspiradas em borboletas, mais como um papel de administrador. 
“A primeira máscara que fiz para Björk foi em látex; parecia um pouco com uma arraia, e na verdade era um presente de aniversário meu para ela. Fizemos duas capas diferentes para o álb…

Exposição Björk Digital chega a Brasília em Dezembro

Depois de uma temporada de sucesso em São Paulo, a exposição Björk Digital passará por Brasília. A informação foi confirmada pela própria Björk, que contou a novidade empostnas redes sociais em agosto. A mostra fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de 3 de Dezembro de 2019 a 9 de fevereiro de 2020. Os ingressos são gratuitos.
Na programação estão inclusos: 6 vídeos de Vulnicura, sendo 5 em realidade virtual (Stonemilker, Mouth Mantra, Quicksand, Family e Notget), e uma instalação especial (Black Lake), além da sessão de videoclipes de Björk, incluindo os do álbum Utopia, remasterizados em alta definição (exibidos em sala de cinema) e uma área dedicada ao projeto educativo de Biophilia. Confira mais detalhes AQUI.
A exposição é apresentada pelo Ministério da Cidadania e Secretaria Especial da Cultura, patrocinada pelo Banco do Brasil, realizada no CCBB Brasília pela Cinnamon Comunicação.
No ano que vem, chega ao CCBB do Rio de Janeiro (11/03-18/05) e de Belo Horizonte (junh…