Pular para o conteúdo principal

Após 6 anos, Björk volta a se apresentar na TV


A islandesa esteve no Later... with Jools Holland da BBC promovendo seu novo álbum, Utopia. A última performance da cantora em um programa de TV havia sido em 2012, no The Colbert Report. 

Björk visitou 7 vezes o famoso programa britânico, nos presenteando com algumas das melhores apresentações de sua carreira. Relembre conosco:

Em 2 de julho de 1993, cantando "Aeroplane", nossa amada deu as caras pela primeira vez na televisão como uma artista solo. Lenny Kravitz e Gloria Estefan eram os outros convidados daquele episódio:


17/06/95: No período de divulgação do álbum "Post", "Hyperballad", "Venus As A Boy" e "Possibly Maybe" ganharam incríveis versões ao vivo, que são lembradas por muitos fãs até hoje. Uma bela curiosidade: O grupo bloco-afro Olodum, de Salvador, também participou daquela edição do programa.


29/11/97: E é claro que as canções de "Homogenic" não deixariam de ser eternizadas nos palcos... Olha só que coisa mais linda: "Hunter", "Bachelorette", "Jóga" e até "So Broken" (16/10/98):



Infelizmente, não tivemos a mesma sorte em "Vespertine" e "Medúlla", mas Björk esteve novamente por lá em 08/06/07, promovendo "Volta": Rolou "Earth Intruders", uma releitura de "The Anchor Song" e "Declare Independence" (clique aqui para assistir). Sir. Paul McCartney e Adele também eram alguns dos convidados e assistiram tudo junto com a plateia... Aliás, em 2012, e já bastante famosa, a artista britânica chegou a comentar sobre aquele dia em entrevista ao "The Guardian": "Era a minha primeira aparição na TV, e Björk cantou "The Anchor Song" antes de mim, minha música favorita dela. Aquilo acabou comigo!". Curiosidade: Este episódio é exibido com frequência no Canal Bis até hoje.


25/11/11: Com convidados como Red Hot Chilli Peppers e Noel Gallagher no mesmo episódio, Björk apresentou três canções de "Biophilia": "Crystalline", "Thunderbolt" e "Cosmogony" (clique aqui e aqui para assistir). Nossa amada só voltaria ao programa muitos anos depois, já que não tivemos o mesmo tratamento com as músicas de "Vulnicura".



22/05/18: Depois de uma longa espera, Björk volta à TV com lindas performances de "Courtship", "The Gate" e "Blissing Me", canções do novo álbum "Utopia", e mais uma vez a emocionante "The Anchor Song", clássico do "Debut". Baixe o áudio clicando aqui. (via blog 'gudmundsdottirbjork').

Além disso, tivemos uma entrevista (que em breve disponibilizaremos legendada), na qual a islandesa falou novamente sobre o que seria sua Utopia ideal, e por qual motivo escolheu esse título e tema para o novo álbum, comemorou por este episódio do programa ser dedicado totalmente às mulheres e citou algumas de suas cantoras favoritas, incluindo Kelela. Ela também elogiou Jools Holland dizendo que não existe nenhum programa como o dele em todo o mundo.



Ficou com vontade de fazer uma maratona com todos esses vídeos? 13 das 18 performances de Björk no programa britânico estão disponíveis no DVD "Later", que saiu em 2003 (95-98), e que foi relançado em 2012 (95-11). Sem dúvidas, um dos melhores da videografia apesar da ausência logo da primeira performance da carreira solo. Vacilo, hein, One Little Indian! (Ainda mais que anunciaram que teria...) Já pensou se rola mais uma tiragem atualizada (agora em Blu-Ray)? Fica a dica. 



7 canções apresentadas nas performances entre 1995 e 1998 também foram incluídas nos álbuns ao vivo de seus respectivos discos no "Live Box", em 2003. Björk também conversou um pouco com Jools Holland em algumas de suas visitas ao programa e em breve tudo isso será legendado como parte da nossa Websérie.


Comente com outros fãs:

Postagens mais visitadas deste blog

Relembre as vindas de Björk ao Brasil

As apresentações mais recentes de Björk no Brasil aconteceram há mais de 10 anos, entre 26 e 31 de Outubro de 2007. Relembre essas e outras passagens da islandesa, que já disse ter vivido momentos mágicos em nosso país.
Mas antes de tudo, uma curiosidade: Björk já foi capa da famosa/extinta revista brasileira Bizz, edição de Dezembro de 1989, o que comprova a divulgação do trabalho da artista no Brasil antes mesmo do grande sucesso e reconhecimento em carreira solo.
1996 - Post Tour:
SETLIST:  Army of Me One Day The Modern Things Venus as a Boy You've Been Flirting Again Isobel Possibly Maybe I Go Humble Big Time Sensuality Hyperballad Human Behaviour The Anchor Song I Miss You Crying Violently Happy It's Oh So Quiet.
Em outubro de 1996, Björk vinha pela primeira vez ao Brasil com shows marcados em São Paulo (12/10/96) e no Rio de Janeiro (13/10/96), como parte do Free Jazz Festival.



Em entrevista à Folha de São Paulo, Björk se disse ansiosa pelas apresentações:
"Vai ser m…

Exposição Björk Digital chega a Brasília em Dezembro

Depois de uma temporada de sucesso em São Paulo, a exposição Björk Digital passará por Brasília. A informação foi confirmada pela própria Björk, que contou a novidade empostnas redes sociais em agosto. A mostra fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de 3 de Dezembro de 2019 a 9 de fevereiro de 2020. Os ingressos são gratuitos.
Na programação estão inclusos: 6 vídeos de Vulnicura, sendo 5 em realidade virtual (Stonemilker, Mouth Mantra, Quicksand, Family e Notget), e uma instalação especial (Black Lake), além da sessão de videoclipes de Björk, incluindo os do álbum Utopia, remasterizados em alta definição (exibidos em sala de cinema) e uma área dedicada ao projeto educativo de Biophilia. Confira mais detalhes AQUI.
A exposição é apresentada pelo Ministério da Cidadania e Secretaria Especial da Cultura, patrocinada pelo Banco do Brasil, realizada no CCBB Brasília pela Cinnamon Comunicação.
No ano que vem, chega ao CCBB do Rio de Janeiro (11/03-18/05) e de Belo Horizonte (junh…

"Eu nunca pensei em fazer nada 'estranho' com a minha arte. Não teria sido diferente se eu tivesse me tornado padeira".

Com os vídeos disponibilizados pelos fãs que foram ao show no festival "Primavera Sound", em Barcelona, pudemos observar a intro super interessante da nova turnê de Björk: O avatar do VR de "Family" aparece no telão ao lado de uma mensagem que diz:
"Isto é uma emergência! Para que possamos sobreviver como espécie, nós precisamos definir a nossa utopia. O acordo climático de Paris é uma utopia moderna impossível de se imaginar, mas superar nossos desafios com o meio ambiente é o único jeito de permanecermos vivos. Temos que imaginar que algo que não existe moldará intencionalmente o futuro e isso demanda espaço para que haja esperança tecendo uma "cúpula" matriarcal. Vamos imaginar e embarcar em um mundo onde a natureza e a tecnologia colaboram, criando uma canção sobre isso, um modelo musical. Vamos escrever músicas para o nosso destino. Em mitologias ao redor do mundo, depois de desastres, alguém captura esse espírito com uma flauta e começa de nov…