Pular para o conteúdo principal

O brilho do show Björk Orkestral no Bluedot Festival

Björk se apresentou no Bluedot, um festival na Inglaterra. O show aconteceu no Observatório de Jodrell Bank com a participação da Orquestra Hallé de Manchester e do maestro Bjarni Frimann Bjarnason. Ao final do set, a cantora comentou que estava com Covid até 5 dias atrás.

Inicialmente, foi anunciado que o concerto também teria conteúdo visual feito sob medida para ser projetado no Telescópio Lovell, que tem mais de 75m. O local é Patrimônio Mundial da UNESCO.

O que aconteceu foi que essa ideia acabou sendo descartada. Segundo a One Little Independent, gravadora da artista, a turnê "Orkestral" tem como principal foco os vocais e arranjos das canções da islandesa. Por esse motivo, não houve adição de instrumentos extras, cenários e vídeos.

O espetáculo iria acontecer em 2020, mas foi adiado por causa da pandemia. Quando foi anunciado, a equipe do festival disse em comunicado:

"Björk é uma artista que trabalha no terreno criativo entre arte e ciência, então é incrível que seja a atração principal de um festival na casa da Astrofísica no Reino Unido. Estamos extremamente gratos por seu entusiasmo em tornar esse retorno do Bluedot algo único".

O The Guardian escreveu: "Vestida como uma espécie de lesma espacial, Björk brilhou mais forte do que todas as estrelas no observatório. O show teve um começo lento, quase sombrio, pesado na contenção e poderoso na emoção. Nenhum beat eletrônico foi ouvido, uma parte tão vital do trabalho dela.

O que permanece marcante em toda a apresentação é o quanto a ternura e a delicadeza se destacam. Ao olharmos mais uma vez para o telescópio ao lado do palco, que se parecia com a lua, víamos que o cenário era adequadamente único.

"Jóga" e "Hyperballad" foram quase esmagadoras. Depois de superar o Covid, a cantora levou sua voz o mais longe possível". Ela confessou: "Na verdade, tive Covid há cinco dias, então não sabia se conseguiria atingir as notas altas, mas foda-se! Foda-se a Covid! Muito obrigada, pessoal".

Antes de terminar o show ao som de "Pluto", Björk apresentou os músicos e explicou: "Nós tentamos fazer apenas arranjos de orquestra para essa turnê, mas também queríamos nos dar algum desafio orquestrando alguns beats de techno, porque os beats merecem isso!", arrancando aplausos e risadas do público. "Então não se segurem se vocês quiserem dançar. Enfim, me digam o que acharam. Obrigada por essa noite!", finalizou.



O The Times declarou: "Sua voz vulcânica soou caracteristicamente forte em todo o set, cheia de cor e textura. Vestida com um elaborado vestido longo, touca e máscara, ela estava como uma obra de arte viva e tipicamente deslumbrante, pulando pelo palco como um Teletubbie de vanguarda".

Assistindo aos vídeos registrados pela plateia, notei que o telão do festival estava desligado, atrapalhando a visão de quem estava acompanhando de longe do palco. Também foi assim nos shows anteriores, incluindo o de Montreux, no qual grande parte do público reclamou bastante nas redes sociais. Aparentemente, isso tem acontecido por solicitação da equipe de Björk. Espero que não seja o caso em São Paulo no Primavera Sound.

Maquiagem, máscara elaborada, roupas imensas e agora telão desligado em um espaço grande e ao ar livre? Complicado! A experiência do show ao vivo, principalmente para uma artista tão conhecida quanto ela, vai além de ouvir apenas a música. Nós nos acostumamos a admirar não só suas composições e sua voz, mas também a imagem da pessoa que vimos por muitos anos nos videoclipes e shows, a performance completa. O ingresso no Brasil está caríssimo. Se possível, queremos enxergá-la! 😅

Setlist:
1. Stonemilker
2. Aurora
3. Come to Me
4. Lionsong
5. I've Seen It All
6. History of Touches
7. Black Lake
8. Hunter
9. You've Been Flirting Again
10. Isobel
11. Bachelorette
12. Jóga
13. Quicksand
14. Hyperballad
15. Overture
16. Pluto

Foto: Santiago Felipe.

Postagens mais visitadas deste blog

Björk volta ao Brasil para show no Primavera Sound

Por essa a gente não esperava... Após 15 anos, Björk volta ao Brasil para show no festival Primavera Sound . A apresentação acontece no dia 5 de novembro , em São Paulo ! Atenção: Os ingressos estão à venda ( e já acabando ) em: https://www.eventim.com.br/primaverasoundsp Estamos esperando por esse momento desde 2007 ! Björk se apresentará no Brasil com a turnê Orkestral . No repertório, estão canções de várias fases da carreira. Durante a série de lives na Islândia, a artista revisitou muitas músicas em diferentes performances. No concerto de 2022, algumas delas devem aparecer no setlist. Conheça as histórias das faixas clicando   AQUI . Na estrada, Björk estará ao lado do condutor Bjarni Frímann Bjarnason .  "Para mim, o show "Orkestral" é como um dia de feriado. Eu apenas chego com um vestido nas costas e apareço, canto e vou para casa. Torna-se mais sobre mim, a cantora. Eu trabalho com as orquestras locais de cada lugar, então sou mais como uma convidada ou uma vi

25 anos de Post - Conheça curiosidades sobre o álbum icônico de Björk

13 de junho de 1995: Há exatos 25 anos , era lançado Post , um dos trabalhos mais marcantes da carreira de Björk. Em comemoração a essa data especial, preparamos uma super matéria honrando a importância desse disco repleto de clássicos.  Para começar, conheça a história do álbum no documentário  dividido em dois episódios  na Websérie Björk . Os vídeos incluem imagens de bastidores, shows e diversas entrevistas detalhando a produção de Post e os acontecimentos daquela era. Tudo legendado em português !     Além disso, separamos vários depoimentos sobre as inspirações por trás das canções e videoclipes do álbum:  1. Army of Me: "Algumas das minhas melodias são muito difíceis para que outras pessoas possam cantar, mesmo que não envolvam técnicas específicas. Essa talvez é a única das minhas músicas que escapa desse 'padrão'. Me lembro de que, quando a escrevi, tentei ter um certo distanciamento. Meu irmão mais novo est

Saiba tudo sobre as visitas de Björk ao Brasil

Foto: Divulgação (2007) As apresentações mais recentes de Björk no Brasil, aconteceram em 2007. Em novembro de 2022, ela volta ao nosso país no festival Primavera Sound . Relembre todas as passagens da islandesa por terras brasileiras, nesta matéria detalhada e cheia de curiosidades! Foto: Reprodução (1987) Antes de vir nos visitar em turnê, a cantora foi capa de algumas revistas brasileiras sobre música, incluindo a extinta  Bizz,  edição de Dezembro de 1989 . A divulgação do trabalho dela por aqui, começou antes mesmo do grande sucesso e reconhecimento em carreira solo, ainda com o  Sugarcubes . 1996 - Post Tour: Arquivo: João Paulo Corrêa SETLIST:  Army of Me One Day The Modern Things Venus as a Boy You've Been Flirting Again Isobel Possibly Maybe I Go Humble Big Time Sensuality Hyperballad Human Behaviour The Anchor Song I Miss You Crying Violently Happy It's Oh So Quiet.  Em outubro de 1996, Björk finalment

Björk está no elenco de 'The Northman’, filme de Robert Eggers

Em outubro de 2019 , o site IndieWire garantiu que Björk estava em negociações avançadas para participar de uma nova produção do diretor Robert Eggers , responsável pelos filmes "A Bruxa" (2015) e "O Farol" (2019).  O longa, intitulado de The Northman , foi descrito como uma "saga de vingança viking", na qual um príncipe nórdico (Alexander Skarsgård) procura por justiça após seu pai ser assassinado. A história é ambientada na Islândia , na virada do Século X.  Foto: Santiago Felipe. O roteiro de Eggers foi escrito em parceria com Sjón , um grande amigo e colaborador da islandesa ( Isobel , Jóga , Bachelorette , Selmasongs , Oceania , Wanderlust , The Comet Song , Cosmogony , Virus , Solstice ). Nicole Kidman , Alexander Skarsgård , Anya Taylor-Joy , Bill Skarsgård , Kate Dickie , Ralph Ineson , Claes Bang , Ethan Hawke  e Willem Dafoe também fazem parte do elenco.  A trilha sonora é de Robin Carolan e Vessel .  Foto: Reprodução.  O Belfast Telegraph ,

Nos 20 anos de Vespertine, conheça as histórias de todas as canções do álbum lendário de Björk

Vespertine está completando 20 anos ! Para celebrar essa ocasião tão especial, preparamos uma super matéria . Confira detalhes de todas as canções e vídeos de um dos álbuns mais impressionantes da carreira de Björk ! Coloque o disco para tocar em sua plataforma digital favorita, e embarque conosco nessa viagem.  Foto: Inez & Vinoodh.  Premissa:  "Muitas pessoas têm medo de serem abandonadas, têm medo da solidão, entram em depressão, parecem se sentir fortes apenas quando estão inseridas em grupos, mas comigo não funciona assim. A felicidade pode estar em todas as situações, a solidão pode me fazer feliz. Esse álbum é uma maneira de mostrar isso. "Hibernação" foi uma palavra que me ajudou muito durante a criação. Relacionei isso com aquela sensação de algo interno e o som dos cristais no inverno. Eu queria que o álbum soasse dessa maneira. Depois de ficar obcecada com a realidade e a escuridão da vida, de repente parei para pensar que inventar uma espécie de paraí