Pular para o conteúdo principal

Show de Björk no All Points East Festival


Após apresentar uma prévia de seu novo show na Islândia, Björk esteve em Londres com sua Utopia em uma apresentação marcante no All Points East Festival, no último domingo (27/05). O setlist trouxe algumas surpresas, como a volta de "Human Behaviour", que havia sido performada pela última vez na Argentina, em 2007, durante a "Volta Tour", 11 anos atrás!. Clique nos nomes das canções apresentadas abaixo para conferir alguns vídeos:

2 - The Gate
3 - Utopia
5 - Isobel
6 - Courtship
8 - Saint
11 - Losss
12 - Sue Me
13 - Notget


Um poema do filósofo persa Rumi apareceu na tela antes dos acordes iniciais de "Arisen My Senses" dando sinais de que o show iria começar: “Bem além das ideias de certo ou errado, existe um campo. Eu te encontro lá!". Em seguida, uma peça central do cenário virou-se para revelar Björk e sua trupe de flautistas. Outros momentos interessantes: Durante a performance de "Tabula Rasa", Björk exibiu no telão como backdrop a obra "Seventh Day In Paradise" do pintor islandês Muggur, datada de 1920. Já em "Features Creatures", foi a vez de "Noite de inverno nas montanhas" (Harald Sohlberg, 1914) dar vida ao cenário.


A islandesa apresentou um exuberante e luxuoso espetáculo com dois clássicos de sua discografia (que combinaram muito bem com o tema da história da turnê), incluindo o primeiro single, "Human Behaviour", até canções menos conhecidas pela massa e dez do novo álbum. Antes de cantar a última canção daquela noite, Björk disse que se sentia inspirada por uma visita que ela fez à uma loja de discos local, a Rough Trade East. Para o Telegraph UK, Björk parecia estar querendo mostrar que seu público teria de se entregar de bom grado ao paraíso dela. Aparentemente, um toque de recolher (por conta da área residencial) às 22rhs30min do horário local, fez com que mais uma música ensaiada não pudesse ser tocada.


O Metro UK garante que o clima da apresentação foi aconchegante, íntimo e pessoal, e que isso só foi possível para o público devido a riqueza de detalhes da construção do show, principalmente a banda, e é claro, da voz inconfundível da cantora, um final perfeito para a primeira noite do festival.

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição Björk Digital em cartaz no Rio de Janeiro

Relembre as vindas de Björk ao Brasil

As apresentações mais recentes de Björk no Brasil aconteceram há mais de 10 anos, entre 26 e 31 de Outubro de 2007. Relembre essas e outras passagens da islandesa, que já disse ter vivido momentos mágicos em nosso país.
Mas antes de tudo, uma curiosidade: Björk já foi capa da famosa/extinta revista brasileira Bizz, edição de Dezembro de 1989, o que comprova a divulgação do trabalho da artista no Brasil antes mesmo do grande sucesso e reconhecimento em carreira solo.
1996 - Post Tour:
SETLIST:  Army of Me One Day The Modern Things Venus as a Boy You've Been Flirting Again Isobel Possibly Maybe I Go Humble Big Time Sensuality Hyperballad Human Behaviour The Anchor Song I Miss You Crying Violently Happy It's Oh So Quiet.
Em outubro de 1996, Björk vinha pela primeira vez ao Brasil com shows marcados em São Paulo (12/10/96) e no Rio de Janeiro (13/10/96), como parte do Free Jazz Festival.



Em entrevista à Folha de São Paulo, Björk se disse ansiosa pelas apresentações:
"Vai ser m…

Björk já quase saiu em turnê com o Radiohead

Em 1998, Björk e o Radiohead estavam fazendo shows pelo mundo divulgando Homogenic e Ok Computer, respectivamente. Hoje, ambos os álbuns são clássicos na discografia desses artistas. Em abril daquele mesmo ano, eles iriam unir forças no palco em quatro apresentações em arenas na América do Norte. Os ingressos já tinham sido colocados à venda, inclusive, com uma data marcada no lendário Radio City Music Hall, em Nova York. 
Mas dois meses antes da primeira performance, a participação da islandesa na turnê do grupo foi cancelada. Em comunicado veiculado na revista NME, com o posicionamento dela e da banda, o motivo foi revelado: "Os cenários dos shows de cada um deles são mais do que elaborados, com muitas configurações técnicas no som. Isso exigiria que o público esperasse bastante tempo entre os sets", explicou a assessoria.



Ainda de acordo com a nota, a demora seria de aproximadamente uma hora, algo que tanto o Radiohead quanto a Björk achavam inaceitável para seus fãs. Um…