Pular para o conteúdo principal

Museu da Imagem e do Som confirma a exposição "Björk Digital" em São Paulo


Inédita no Brasil, a exposição Björk Digital celebra o trabalho e o universo criativo da artista islandesa. Dividida em sessões compostas por experiências em realidade virtual e elementos audiovisuais imersivos, a mostra ficará em cartaz no MIS entre 18* de junho e 18 de agosto, depois de passar por cidades como Tóquio, Sidney e Londres e receber mais de 400 mil visitantes.

A abertura para o público geral será no dia 19/06*.

Trazida em parceria com a produtora Dueto, a exposição é apresentada pelo Ministério da Cidadania e Vivara, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O MIS é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.



Na programação estão inclusos: 6 vídeos de Vulnicura, sendo 5 em realidade virtual (StonemilkerMouth Mantra, Quicksand, Family e Notget), e uma instalação especial (Black Lake), além da sessão de videoclipes de Björk remasterizados em alta definição (exibidos em sala de cinema) e uma área dedicada ao projeto educativo de Biophilia. Confira mais detalhes AQUI.

venda de ingressos antecipados para a primeira semana da exposição (19 a 23 de junho) está esgotada, mas não se preocupe! Os tickets das datas restantes já estão disponíveis no site e aplicativo da Ingresso Rápido. Os valores são de R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).

Às terças, as entradas para a exposição são gratuitas e podem ser retiradas na recepção do MIS! Saiba mais AQUI.

Horários: Terças a sábados, das 10h às 20h; domingos e feriados, das 10h às 19h. 
Permanência de até duas horas após a última entrada.
Classificação: 14 anos

Os locais que serão utilizados da estrutura do MIS são o Espaço Redondo e os dois andares do Espaço Expositivo. 


Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo-SP | (11) 2117 4777 |
www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 18 (com carimbo da Recepção do MIS)

Informações importantes:

Como a exposição utiliza óculos de realidade virtual, as seguintes regras e recomendações devem ser seguidas:

>> limite máximo de 25 pessoas a cada 20 minutos;

>> por medida de segurança, o acesso livre à exposição apenas é permitido a partir de 14 anos. Isso se deve às diretrizes dos fabricantes do equipamento de Realidade Virtual (RV), já que pesquisas realizadas até o momento indicam que menores de 14 anos estão em período crítico de desenvolvimento visual e a utilização de tais equipamentos pode gerar prejuízos; menores de 14 anos somente poderão acessar a exposição acompanhados dos pais ou responsáveis e mediante autorização escrita destes, uma vez cientes dos riscos;

>> sensações de náusea e desconforto não são incomuns, por isso grávidas, cardíacos, pessoas com anomalia de visão binocular, labirintite, epiléticas ou com doenças similares devem evitar a experiência.

>> Duração estimada da experiência: 80 minutos.

>> É proibido fotografar ou filmar no espaço expositivo.

>> O ingresso é válido somente para o horário selecionado no ato da compra. O visitante deve chegar 15 minutos antes para realizar o check-in. Excedido esse horário, sob nenhuma hipótese será possível ingressar na exposição, e não haverá reembolso.

>> Não é permitido acessar a exposição com bolsa ou mochila, que deve permanecer no guarda-volumes (gratuito).

>> Não é permitida a troca de ingresso para outra data ou sessão. Não há reembolso.

#BjörkDigital #BjörkNoMIS

Confirme sua presença no evento oficial no Facebook clicando AQUI.
Uma programação paralela sobre Björk, incluindo rodas de conversas, deve acontecer no MIS até o fim da mostra no Brasil. Fique ligado nas redes sociais do Björk BR!


A informação já havia sido adiantada em julho do ano passado na coluna de Lauro Jardim no Globo. A Dueto, produtora de Monique Gardenberg, foi a responsável por dois dos três festivais que trouxeram nossa amada ao Brasil. Aliás, em 2007, quando esteve no país com o show Volta, a cantora também compareceu à pré-estreia do filme O Passado, do diretor Hector Babenco, como convidada de Monique, que a conhecia de suas outras visitas por aqui.

Em novembro de 2018, o projeto também apareceu como aprovado no edital dos agraciados com o patrocínio do Centro Cultural Banco do Brasil, pela Cinnamon Comunicação. Será que teremos a exposição em mais lugares além do MIS, e shows como aconteceu em algumas das cidades que receberam a produção?

Saiba mais:




Comente com outros fãs:

Postagens mais visitadas deste blog

Björk diz não se considerar empoderada e fala sobre preços altos de seus shows

Em entrevista por telefone ao El Universal, Björk diz ter se esforçado para manter suas vontades, e que com muito esforço e sacrifício conseguiu fazer o que desejava na vida. Ela ainda explicou que permanece uma mulher pura e livre em tudo que faz, e fala com orgulho sobre nunca ter se deixado manipular ou se comprometer por nada ou alguém. 
Ter voz: “A palavra "Empoderada" é interessante. Não trabalho afirmando que sou isso. Posso até dizer que não me sinto como uma mulher assim, mas agradeço muito que você pense dessa forma (sobre o meu trabalho). Nunca me senti obrigada pelos negócios ou a música, ou seja, leva muito tempo se a gente tem a intenção de manter nossa dignidade. Às vezes, o que acontece é que acabamos tendo que dizer sim e nos tornarmos uma máquina no capitalismo. Vendo dessa maneira, foi até fácil para mim, porque sempre pude dizer não. Eu poderia ser pura, mas acredito que tinha que trabalhar duro e estar nessa posição de uma mulher empoderada. Houve sacrif…

Björk lança videoclipe de " Losss" e fala do longo processo criativo de "Cornucopia"

Desde as primeiras ideias até a primeira apresentação no The Shed, em Nova York, até que ponto a experiência criativa de Cornucopia tem sido satisfatória? 
Tem sido extremamente satisfatória! Há alguns anos, tentei descrever para os meus amigos colaboradores o que pretendia com esse show de "teatro digital". Já estávamos entusiasmados com o som de 15 alto-falantes na tecnologia 360º, que dá a impressão de que está voando entre o público. Cornucopia é como uma continuação de Vulnicura. Nós tivemos que programar um software específico de masterização que não existia para podermos trabalhar com isso. Eu estava animada para dar o próximo passo e tornar o ambiente virtual ainda mais “real”, colocando-o em torno da plateia em um ambiente como esse. 
Depois de tantos anos de carreira, você ainda se sente nervosa antes de uma apresentação? 
Eu ainda sinto que depois de cada show, nunca mais poderei fazer isso de novo. De alguma forma, na psicologia do intérprete tem que ser assim por…

Relembre as vindas de Björk ao Brasil

As apresentações mais recentes de Björk no Brasil aconteceram há mais de 10 anos, entre 26 e 31 de Outubro de 2007. Relembre essas e outras passagens da islandesa, que já disse ter vivido momentos mágicos em nosso país.
Mas antes de tudo, uma curiosidade: Björk já foi capa da famosa/extinta revista brasileira Bizz, edição de Dezembro de 1989, o que comprova a divulgação do trabalho da artista no Brasil antes mesmo do grande sucesso e reconhecimento em carreira solo.
1996 - Post Tour:
SETLIST:  Army of Me One Day The Modern Things Venus as a Boy You've Been Flirting Again Isobel Possibly Maybe I Go Humble Big Time Sensuality Hyperballad Human Behaviour The Anchor Song I Miss You Crying Violently Happy It's Oh So Quiet.
Em outubro de 1996, Björk vinha pela primeira vez ao Brasil com shows marcados em São Paulo (12/10/96) e no Rio de Janeiro (13/10/96), como parte do Free Jazz Festival.



Em entrevista à Folha de São Paulo, Björk se disse ansiosa pelas apresentações:
"Vai ser m…